domingo, 28 de outubro de 2012

ENDO VIVE PLENA, DO MÉXICO: PRIMEIRA PARCERIA INTERNACIONAL DO BLOG!!

É com muito orgulho e ainda muito emocionada que anuncio a primeira parceria internacional do A Endometriose e Eu. Fui convidada pela querida Eva Marina, da Associação Ibero-americana de Endometriosis para uma Vida Plena, a Endo Vive Plena, do México, para encabeçar e divulgar no Brasil, a campanha informativa visando o diagnóstico precoce da doença. No México, o diagnóstico demora cerca de nove anos, já por aqui, esse número varia entre 8 a 12 anos. Com muitas exceções, claro. E eu sou uma delas, já que demorei 18 anos para saber o que eu tinha. Por isso, não pensei duas vezes em aceitar o convite de Eva, três semanas atrás. Afinal, tanto o blog quanto a equipe médica da Unifesp têm este mesmo desejo, para diminuir o sofrimento da nova geração de portadoras. Foi uma mistura de sensações, pois eu sempre falei aqui que é preciso haver a união das 176 milhões de portadoras do mundo todo, para que passamos a ser mais respeitadas por todos, inclusive, pelos próprios médicos. E fazer uma parceria internacional era algo que eu queria há algum tempo. Agora, divido esta felicidade plena com todos vocês, que fazem o sucesso do blog. Já estou terminando de traduzir a campanha do espanhol para o português, para espalhá-la por todo território brasileiro, com vídeos e panfletos em português. Além do Brasil, a campanha conta com a união da Fundação Porto-riquenha de Pacientes com Endometriose e da Endometriosis Panamá. Ela também faz parte da divulgação do 2° Congresso Internacional de Gestão Integrada da Endometriose, que se realizou entre os dias 26 a 28 de outubro (hoje), no México, sob a batuta de Eva e de sua fundação.

Mesmo sabendo que o A Endometriose e Eu é o blog que mais acessado no mundo todo sobre endo, confesso que fiquei emocionada ao ver seu logo nesta brilhante campanha. Eu, que sou apaixonada pela Frida Khalo, tenho entre os meus sonhos conhecer a Casa Azul, na Cidade do México, onde essa guerreira mulher viveu. Quem sabe em 2013, não conseguirei ir ao 3° congresso para palestrar e espalhar ainda mais a palavra endometriose. Afinal, eu fui a primeira mulher no mundo a falar abertamente sobre a condição de ficarmos assexuadas por conta da endo e também sobre dispareunia e a descrever os sintomas, as consequências e, principalmente, como é a dor desta devastadora consequência. Quando Deus me deu a inspiração necessária para criar este blog, eu jamais imaginei tudo que está acontecendo hoje. Só agora é que percebo o quão generoso nosso Pai é com suas filhas do bem. Ver o logo do blog num grande congresso com muitas mulheres e especialistas me faz ter a certeza de que estamos no caminho certo e que não há nada que irá me fazer parar. Além do blog mais lido do mundo, o A Endometriose e Eu é o pioneiro não só em retratar o dia a dia de uma endomulher, dar voz a outras mulheres, mas foi o primeiro que reivindicou que a doença precisa ser reconhecida como uma doença social e de saúde pública pela nossa presidente, Dilma Rousseff, e, consequentemente, que todas as portadoras passam a ter diretos perante a lei, assim como outros portadores de outras doenças crônicas, já reconhecidas por lei. Para isso, continuem votando no blog, no Prêmio Top Blog Brasil 2012. Vote no original e não aceite imitações! Cada pessoa pode votar com seu e-mail,  facebook e ou twitter, passo a passo aqui. A votação vai até o dia 10 de novembro, às 14h.

Eu gostei muito do texto e vi que minha sintonia com a Eva é grande. Mesmo em espanhol, vocês irão entender muito bem, mas em poucas semanas, o vídeo e os posteres estarão em português. A endo é muito mais que uma doença, é uma nova condição de vida, é uma doença que dói no corpo e na alma, uma dor sufocante, cortante, que nos aprisiona e eu também concordo que ter endometriose não é sinônimo de ser infértil. Eu gostei bastante da alusão ao arame farpado em volta da barriga das modelos, no caso, como se fossem as nossas dores,  pois é assim que sentimos essas malditas, como pontadas de facas, de agulhas, algo cortante, sufocante. Com vocês a primeira parceria internacional do A Endometriose e Eu, este meu filhote lindo e cheio de luz que pouco mais de dois anos e meio de vida, já está colhendo frutos maravilhosos mundo afora. Em breve, esta campanha, que começou com a união de alguns países da América Latina, será lançada mundialmente, inclusive, na Europa e nos Estados Unidos. Fico arrepiada toda vez que assisto ao vídeo. Espero que gostem, assim como eu!! Aproveito para agradecer os mais de 200 mil acessos do blog e os mais de 1000 fãs na página do facebook. E no próximo sábado, dia 3 de novembro, às 10h,  todo mundo ligado na minha participação no programa "Ser Saudável", da TV Brasil.  Beijos com carinho!!

4 comentários:

  1. Nossa que coisa linda esse video!Uma forma mto legal de dar uma breve esclarecida,tomara que se espalhe e chegue a mtas mulheres,amo seu blog,estou indo no Dr Helio Sato por ver aqui no blog e estou confiante!

    ResponderExcluir
  2. Nossa!!! Confesso que me emocionou... A imagem da mulher com o "abdome amarrado" com uma espécie de arame farpado me trouxe lágrimas aos olhos... É exatamente assim que eu me sinto, não poderia ter sido retratado de melhor forma. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Ana Paula, querida! Esta campanha é muito importante, pois precisamos esclarecer e ensinar o que é a endometriose e suas consequências. Contaremos com sua ajuda para espalhá-la em seu estado. agradeço sua confiança e sei que o dr. Hélio irá resolver seu problema, e não empurrá-lo com a barriga, como muitos médicos fazem. Ele é muito honesto e ético e isso é muito importante, o primeiro passo, para escolher nosso especialista. Beijos com carinho!! Caroline Salazar

    ResponderExcluir
  4. Paula, querida!!! O vídeo emociona muito, principalmente, quem tem endo, pois só nós sabemos como é conviver e viver com esta terrível dor. Eu tb chorei quando vi pela primeira vez, até mesmo por ter o apoio do blog e da ONG Acalentar. Contaremos com vc na divulgação. Beijos com carinho!! Caroline Salazar

    ResponderExcluir