segunda-feira, 17 de junho de 2013

"SUPERANDO A ENDO INFERTILIDADE": A DOR EMOCIONAL DE UMA ENDO MULHER!!



No segundo artigo da coluna “Superando a Endo Infertilidade”, a colunista Juliana Sinelli vai abordar um ponto crucial para todas nós endomulheres: a dor emocional. Isso é algo corriqueiro para todas nós, mas como a coluna aborda o tema “Infertilidade”, a dor emocional que aflige esta parcela de endomulheres pode ser ainda maior e mais forte. Com certeza Deus escolheu bem as mulheres que teriam essa tal endometriose, viu. Falo isso porque já nascer mulher é ser forte, é, por exemplo, aguentar dores que muitos homens não aguentariam. Uma vez meu tatuador me disse: “Eu prefiro tatuar mulheres, porque elas são mais corajosas e aguentam do começo ao fim.” Agora ter endometriose é passar por provações diárias que muitas vezes pensamos: “Não vou aguentar, porque isso?” Vai sim e tudo tem um por que. As mulheres com endo, principalmente, aquelas que sentem dores, sejam físicas e ou emocionais, são as mulheres mais guerreiras do mundo. Somos Endo Guerreiras! As duas dores são cruéis, mas é preciso sempre manter a fé e saber que os desígnios de Deus têm sempre um porque, senão muitos! Estou adorando os textos da Juliana, porque nós temos o mesmo espírito de alegria, fé e força. Aliás, nosso endo marido também entra nessa lista. É por isso que eles estão aqui. Porque de tristeza já basta o que passamos não! Eu falo por mim... foi muito sofrido chegar até aqui e ainda muitas vezes o é. Cada um tem seus problemas, eu estou livre das dores, até parece mágica, depois de tanto sofrimento, mas eu tenho outros problemas, cada vez mais amenos (graças a Deus, obrigada Pai!).

Na verdade, eu agradeço todos os dias por todo sofrimento que passei, todas as lágrimas que chorei e tudo que passei até chegar aqui. Eu fiquei mais forte com tudo isso. Forte em todos os sentidos. Forte como pessoa, minha alma ficou mais forte, mais densa. Hoje é como se eu tivesse 10 metros de altura e como se eu fosse tão forte como um rojão.  E sabe qual o responsável por isso? Minha fé. Aquela que nem eu mesma acreditava que tinha. A minha fé, uma voz interior que só eu escutava e que dizia: “levanta e siga em frente”, “levanta de novo e vai que eu tou mandando”, “tropeço mais uma vez? Vambora, levanta, quem tem fé segue” . Todos nós temos essa “voz interior”. Outra coisa que eu superconcordo com a Juliana: manter segredo ou falar para o mínimo de pessoas possíveis sobre o que está fazendo. Olha isso é um dos meus grandes aprendizados. Eu também ando melhorando, mas eu era bem bocuda e eu pensava que todos os seres humanos eram do bem. Mas aprendi que não são, mesmo aqueles que podem estar ao seu lado hoje, eles podem estar te usando. Um dos grandes males do ser humano. De tanto levar cascudo da vida, decepções com pessoas até então queridas, hoje quem sabe tudo da minha vida é Deus. É pra ele que eu boto a boca no trombone. Eu estou aprendendo, está funcionando.  E também porque eu acredito que tudo é energia, tudo acontece mediante alguma energia, independente de ser boa ou ruim. E uma energia errada (isso não significa só a negativa, mas diferente) pode botar qualquer plano, ideia por água abaixo. Mais uma dica! Vocês vão amar o texto. Beijo carinhoso!!!! Caroline Salazar

“O artigo deste mês é de muita importância para nós, portadoras de endometriose. Principalmente, para quem tem o sonho de ter filhos e se encontra infértil. Hoje abordo nossa dor emocional.  Esse é um assunto muito comum para todas nós, portadoras de endo. Quando recebemos o diagnostico de endometriose, graças a nossa tecnologia, vamos nós pesquisar sobre o assunto, já que é uma doença pouco divulgada, e a primeira coisa que associa - se a ela é a temida INFERTILIDADE! Mesmo que a mulher ainda não tenha planos de engravidar ou se a mulher descobriu que tem a doença exatamente porque não estava conseguindo engravidar, a palavra infertilidade pode e muito assombrara qualquer mulher que tenha endometriose, mesmo aquelas que não são inférteis hoje.  Vou contar um pouco do que vivi e do que convivo, já que muitas amigas próximas enfrentam esta dificuldade. A infertilidade existe sim e pode assombrar muitas de nós, mas não é toda portadora que terá problemas para ter filhos, ou que terá de fazer tratamento para tê-los. Um dos fatores que pode preservar a fertilidade da endomulher é ser acompanhada por um bom profissional. Bom profissional não só em endometriose, mas em laparoscopia para que as cirurgias comprometam o mínimo possível a fertilidade da mulher (porque dependendo de como a cirurgia é feita, as aderências podem causar a infertilidade também) e, claro, estar atenta ao seu relógio biológico. Eu sonhava em casar e ter filhos, mas esses planos estavam mais distantes.

Porém, quando meu médico sentou comigo e disse que seria melhor antecipar meus planos para melhor prognóstico e eu decidi que assim seria. Confesso que achei que seria bem mais fácil e quando começaram as primeiras dificuldades veio de brinde a dor emocional. Como eu não tinha dores físicas, meu emocional ainda era 100%. Quero ser muito transparente nesta coluna, mas confesso que somente a minha mãe e meu marido acompanharam essa minha saga. Hoje eu digo e recomendo: se vc quer engravidar e se esta com dificuldade para ter seu filho, ou se está em tratamento, não saia falando às pessoas, muito menos ao mundo inteiro.  Conte somente às pessoas que te ajudarão de fato e ainda indico que seja o mínimo de pessoas possível, pois já sofremos com a nossa expectativa e lidar com a expectativa do outro fica ainda mais difícil, principalmente, quando recebemos um negativo! E escutar as frases “Ai coitadinha ela não consegue engravidar" ou “A fulana é a única da turma que ainda não tem filhos, tá tentando, mas não consegue”, dói mais do que todo o processo. Aí, o nosso emocional fica ainda mais abalado. Só quem vive a dor emocional sabe como dói, principalmente, porque a incerteza de tudo alimenta ainda mais nossa dor. 

A dor emocional não é a tal dor psicológica que tantos médicos falam. Sabemos que existem muitos tratamentos, mas além do desgaste financeiro, do desgaste físico há o desgaste emocional , ainda mais quando nos deparamos com uma porcentagem de sucesso não absoluta! Nas tentativas da gravidez sem sucesso (seja ela natural, por fertilização in vitro ou por inseminação), vamos perdendo o ânimo. Nossa expectativa e a nossa fé vão ficando cada vez mais abaladas, mas eu digo: a fé move montanhas e sem ela eu jamais teria conseguido ter minha princesa Mariana. Sempre relato que eu cheguei ao ponto de ter certeza que jamais conseguiria! Desânimo total, expectativa zero a cada não e esses eram meus companheiros em vários momentos, mas quando ficava assim era apego a minha fé, que mesmo abalada, me levantava a tombo que tomava. Foi ela que me deu forcas para seguir em frente e não desistir no meio do caminho. E graças a esta fé superei obstáculos e aliada à medicina e as bem-sucedidas cirurgias que fiz consegui realizar meu sonho de ser mãe.  

Outra coisa é aquilo que disse no começo: confia em pouquíssimas pessoas. Era com minha mãe e meu marido que eu desabafava, mas como meu marido fazia parte das frustrações dos “nãos”, sobrava tudo para minha mãe. Ninguém mais da minha família e nem amigas souberam o que se passava comigo. Não porque não os amava, eu sou louca pela minha família, mas eu fiz um pacto comigo e com Deus de que somente duas pessoas iriam me acompanhar nesta minha saga: meu marido, claro, e minha mãe, óbvio, quem me deu a vida. Porque já basta a dor emocional, a incerteza que acaba gerando ainda mais dor no coração e na alma. Outra coisa que você pode fazer é desabafar, seja com Deus ou com quem está ao seu lado. No meu caso era mais com minha mãe. Mas uma coisa que eu aconselho é: se você quiser chorar, chore, se quiser berrar, berre. Liberar aquele grito preso na garganta, no coração ou na alma é essencial para a gente ficar em pé. Então hoje digo às pessoas que enfrentam esta dor, que sim dói demais, que a incerteza gera mais dor, mas que mesmo diante das tentativas sem sucesso se você quer realizar o sonho de ser mãe, seja forte, perseverante mesmo nos piores momentos e tenha muita, mas muita fé, porque é a fé que nos empurra em busca do nosso sonho.

Busque a ajuda que for necessária para realizar o sonho da maternidade. Parece fácil ser forte, parece fácil dizer ânimo nesta situação, não, não é nada fácil, mas temos duas saídas: ser forte e correr atrás deste sonho com toda a força e coragem ou deprimirmos e deixar de sonha. Eu escolhi a primeira opção. Lamentar, desanimar e desistir só nos faz ficar mais distantes do nosso sonho. Porém somos mulheres, e mulher já é um ser forte por natureza, agora, nós endomulheres, somos guerreiras por natureza. E não será a endometriose e uma de suas consequências que irão nos vencer não. Quero ver todas endoirmãs que lerem este texto ficarem quando chegar aqui (no fim) de cabeça erguida. E para isso que aceitei o convite da Caroline e que estou escrevendo esta coluna: dar ânimo, força, manter a fé sempre acesa de quem está passando por tudo que passei, pois só quem passa, só quem sofre é que sabe. Mas sofrer também aumenta nossa força e nossa fé. Sei algumas de vocês estão nessa luta, muitas ainda viverá uma situação parecida. Força e fé, desistir jamais! Quem sonha sempre alcança e garanto para este sonho vale a pena lutar, vale a pena qualquer sacrifício, pois será recompensado, isso eu garanto! Beijo carinhoso!!! Juliana Sinelli.”

28 comentários:

  1. Resumindo:
    Sem palavras, tanto você Carol, sempre nos trazendo o conforto com as palavras e açoes...e a Juliana me fez refletir, prazer. Muito obrigada meninas. Bju Bia

    ResponderExcluir
  2. Bia querida!!!! Nao tem que agradecer ! Eu e a Carol tentamos levar forca , otimismo e conforto, já que a endometriose nos limita na dor física, emocional ou em ambas! Obrigada pelo carinho!!!!

    ResponderExcluir
  3. É complicado demais!
    Vamos que vamos, Fé em Deus e pé na tábua rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi mayanne realmente é muito complicado, isso mesmo fé em deus que com certeza com fé tudo fica mais fácil!!!!!!!!bjo carinhoso

      Excluir
  4. Aff! Chorei até, mas um choro de esperança. Obrigada meninas!!




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gil , isso mesmo temos que transformar nossos choros , que nao sao poucos, em choro de esperança pois pode ter certeza que com um bom acompanhamento, com fé e esperança chegaremos aos nossos objetivos ! Bjos com carinho

      Excluir
  5. Oi Juliana e Carol
    Juliana o q vc escreveu é exatamente o q estou passando e só percebi tarde demais q nao deveria ter falado pra ninguem q quero engravidar pois so ouço comentarios como os q vc escreveu. Isso acaba comigo. Ate minha sogra fala "IH axo q Do filho F. nao ganhar nenhum neto. " É terrivel e a frustração se torna maior. Mas creio q vou vencer essa luta. Bjs Obrigado pelo post lindo e confortador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Edna Cris, nao se culpe pois na ansiedade acabamos contando mas eu imagino o quão sofrido é escutar estas coisas. Já e muito difícil passar por tudo isso, o sofrimento é nosso, nao há uma pessoa que pode nos ajudar, somos nos por nos mesmos, ninguém entende a nossa dor pois sempre a dor do outro será maior que a sua, por isso digo que o melhor é ninguém saber devido aos comentários desnecessários que nos trazem maior sofrimento e ate nos afastam de muitas pessoas para evitar tal constrangimento! Com certeza vc vai vencer e saiba existem muitas, inúmeras mulheres que passam ou já passaram por isso, nao somos as únicas, mas com certeza tenha fé que vc ira vencer e logo esta fase difícil se tornara somente um aprendizado! Fiquei feliz que gostou do post, vai nos acompanhando que logo terá mais! Bjos carinhosos e muita forca e venha nos contar sua vitoria!!!!!

      Excluir
  6. Nossa muito bom me emocionei passo por isso fui abrir o meu bocão e agora as pessoas ficam falando ha tadinha não pode engravidar ....e algumas já sabendo da endo me pergunta , não vai arrumar um filho não ? Isso machuca e muito mas estou aprendendo a ficar calada e contar para Deus ,as vezes sinto uma solidão imensa vontade de chorar fico super irritada depois que comecei a tomar o allurene então nossa estou muito sensivel , agradeço a Deus por vc Carolina e Juliana vcs tem me ajudado muito .Obrigado !!! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cele Azevedo infelizmente muitas mulheres passam por isso e a maioria acaba contando, o que fica aiinda mais difícil a situação! Eu me deparava tb com pessoas que eu acaba falando que tinha endometriose e a pessoa dizia " nossa que pena vc nao poder ter filho" nossa queria morrer. Agora tente nao contar e converse com deus, e se permita chorar pois nao tem como superar tudo isso sorrindo , e saiba chore sim mas no dia seguinte deus te dará o dobro de força para nao desistir!!!! Fico feliz por poder ajudar bem que seja um pouquinho !!!!! Bjos carinhosos

      Excluir
  7. Chorando! Preciso ser forte, eu sei, mas hoje desabei de novo. A danada voltou. Fiz a cirurgia em 2004 e de lá pra cá consegui controlar. Mas fiquei alguns meses sem tomar a pílula pois, queria bebê, não deu certo e ela voltou. Veio junto a hipotiroidismo e o ovários policísticos também.
    Comecei a fazer acupuntura, voltei com a pílula e se em outubro os cistos não sumir, vou fazer a cirurgia de novo.
    Queria tanto um bebê.
    Ano que vem tento de novo.

    Vou pensar no que vc escreveu... confiar em poucas pessoas e somente algumas posso contar o que realmente estou passando.

    Abs.

    ResponderExcluir
  8. Olá Tati, realmente passar por tudo isso sem as vezes desabar,fica impossível!!!!!! O mais importante é no dia seguinte voltar a ser forte!!!!! Tudo isto é difícil e quando agente se depara com outros problemas pra nos atrapalhar, parece que tudo conspira contra nós! Mas saiba por experiência própria, se tiver que operar , tenha um medico bom e opere pois existem muitas mulheres que engravidam logo após a cirurgia, pense que por pior que pareça as vezes é a oportunidade de chegar próximo a realização de um sonho!!!!!!!! E quanto ao querer ter bebe pode acreditar vc terá, a diferença é que nao foi tão fácil como outras mulheres, mas se precisamos passar por isso vamos passar fortes!!!!!!isso mesmo, faz outros tratamentos alternativos que sempre te ajudarão e enfrente um problema de cada vez e paciência mesmo, mas se deus quiser o ano que vem será um ano de sucesso e quero que vc venha nos contar ta? Continue nos acompanhando e forca que tudo dará certo!!!!! Bjos com carinho Juliana

    ResponderExcluir
  9. Oi Juliana,

    Você fez algum tratamento (injeções, indução à ovulação, etc) ou apenas parou o anticoncepcional? O médico sugeriu um tempo máximo para você tentar naturalmente? Tenho muitas dúvidas de como devo proceder para tentar engravidar naturalmente.

    Beijão e parabéns pela coluna Superando a Endoinfertilidade!

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabi vc terá que primeiramente ter acompanhamento com um bom médico, e com este acompanhamento o médico vai te orientar de como deve proceder! Sabemos que a menstruação piora a endometriose mas sabe-se que com bom acompanhamento poderá tentar por um determinado período, e no caso da endometriose avançada, os médicos usam indutor para aumentar as chances da gravidez ocorrer! Enfim cada caso é um caso, mas independente do caso você terá que ser bem, alias muito bem assistida pelo seu médico, e confiar nele pois ele te guiara para o melhor caminho, mas que com certeza , as x não é o caminho mais fácil! Enfim o medico quem vai decidir juntamente com vc o melhor caminho!!!!!!!obrigada e continue nos acompanhando!!!!! Boa Sorte!!!! Bjos com carinho Juliana

    ResponderExcluir
  11. Olá! Achei por acaso esse blog e achei a iniciativa maravilhosa!
    Desde 2009 tento engravidar e só em 2012 descobri a endometriose severa. Operei em 2012 por videolap. e no início de 2013 fiz duas tentativas de FIV sem sucesso. Cheguei a ter 4 resultados positivos, mas causados pelos medicamentos que usava para "segurar" a gestação.

    Não sei vocês, mas no meu caso, fiquei MUITO surpresa quando na primeira tentativa de FIV a embriologista me disse que mesmo após um ano da cirurgia, todos os meus óvulos estavam "sujos" de endometriose.
    "Imaginem vários grãos de arroz sujos com sangue" - foi essa a explicação que ela me deu. Hoje, sem ter conseguido engravidar, no meu caso, acho que a possibilidade de engravidar é zero. Há menos que exista algo novo para curar a endometriose, mesmo após cirurgia?!

    Enfim, por favor, não quero desanimar quem ler, pois cada uma tem seu diagnóstico, não podemos usar ninguém para nos comparar.

    Mas estou naquela fase de desânimo, sem fé nenhuma, apenas tentando aceitar o fato de que não poderei ser mãe biológica. Mas gostaria de compartilhar meu caso com vocês. E fico feliz em ler tantos casos de sucesso nesse blog maravilhoso. Se alguém passou por algo parecido, gostaria de saber. Quem sabe encontro algum "Gênio da Lâmpada" que possa me ajudar. Sou de Florianópolis e os recursos e médicos aqui são bem limitados. Alguém já tentou esses medicamentos novos para a endo?

    As minhas dores eram exatamente iguais a todas as outras relatadas. Agora estou no meu terceiro ciclo menstrual após a ultima tentativa de FIV, mas tenho medo da endo voltar e as dores junto com ela.

    Serei uma mebro "oficial" deste blog a partir de agora! Sucesso e felicidade à todas!

    Michelle( Floripa/SC)
    E-mail: chimellemmp@hotmail.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Michele td bem? Vou ser muito sincera, tenho endometriose grau IV, convivo com muitas pessoas que tem endometriose e desconheço isto dos óvulos , alias muitas mulheres com endometriose conseguem engravidar com tratamento ou ate mesmo sem!!!!!! Eu sei que as limitações medicas sao grandes mas eu aconselho por experiência própria a ouvir opiniões de outros médicos, pois ouvi coisas horríveis e de médicos com um
    Nome forte do mercado e bem conhecido !!!!! Então eu aconselho a ir em
    Outro medico escute outra opinião! Se tiver oportunidade de vir no medico que eu passo e que é citado neste blog, tenho certeza que vai te mostrar o melhor caminho a ser seguido! Hj sou grata a ele pois me acolheu no momento parecido com o que esta passado! Tenho certeza que fará muita diferença!!!!!!! Bjos e forca!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Chorei!!! Lindas palavras! vou levantar a cabeça e seguir em frente.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  14. Oi Renata obrigada por acompanhar o blog !!!!!! Forca!!!!! Isso mesmo levanta a cabeça pois assim ficara mais fácil superar tudo !!!!! Bjos com carinho

    ResponderExcluir
  15. Olá descobri no começo de 2013 que tenho endometriose nas trompas , elas estão entupidas por isso não consigo engravidar. Mas nunca desconfiei de nada, não tenho sintomas ...
    Estou muito triste sonho muito em ter um filho..estou perdida não sei o fazer !!!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cláudia muitas mulheres nao tem sintomas e acabam descobrindo a endometriose justamente pela dificuldade em engravidar! Procure um medico de confiança e siga o tratamento, pois na pior das hipóteses existe a fertilização, que nao é barato, nao é gostosa mas que pode te levar a alcançar o seu sonho!!!!!! O diagnostico choca, a INFERTILIDADE então mais ainda, mas hoje existem médicos e tratamentos excelentes que te guiara para o melhor caminho! Forca e saiba que vc nao esta sozinha nesta luta , e assim como eu existem muitas vencedoras, e vc será mais uma delas!!!!!! Boa sorte!!!! Bjos com carinho!!!!!!!

      Excluir
  16. Ju e Carol...
    Sem palavras para esse texto.
    Sou nova a acompanhar esse blog, mas já estou amando, inclusive já coloquei como um de meus favoritos hehe.
    Sou uma endoirmã (gostei do nome), tb "sofro" desse mal.
    Descobri em 2011 que tinha a endoxata e sofri muito com o diagnóstico da infertilidade, mas logo em seguida a oportunidade de tratamento.
    Em maio deste ano, ganhei um presente que foi muito rápido, mas recebi como o melhor presente de todos. Engravidei!Mas infelizmente meu anjinho se foi no +/- no segundo mês da gestação, detalhe, o positivo e a perda foram no mesmo dia :-/
    Foi tudo muito rápido, e muito forte. Foi uma dor muito grande, impotência e a dor física. Não tinha me dado conta de que poderia estar grávida. Tomava contraceptivo pois fazia parte do tratamento para amenizar a endometriose, mas como minha médica havia dito que a infertilidade estava cmg, nunca me preocupei muito com a gravidez, mas ela veio. Desconfiei pq minha barriguinha começou a ficar mais inchada e veio uma vontade louca de comer banana (ECAAAAAAAAAAAAAA ODEIO BANANA)e minha mãe buzinando na minha orelha "você está gravida!". Foi quando resolvi fazer o exame da farmácia e deu POSITIVO, mas para confirmar fiz BHCG que tb deu POSITIVO. Naquela noite fui logo contar para meu amore (9 anos juntos) sobre nosso baby. Foi um susto e muita emoção. Mas de noite, estava me sentindo indisposta e fui tomar um banho para me deitar logo. Durante o banho veio a cólica, uma dor muito forte e em seguida meu anjinho se foi :(
    Enfim, no inicio do meu depoimento disse que foi um presente né!? Pois sim, foi um presente sim! Deus mostrou para mim que existe uma esperança e que existe SIM a possibilidade de ser mamãe!
    Foi sofrido sim, mas resolvi erguer a cabeça e encarar como um presente de Deus. Posso sim ser mamãe.
    Depois de tudo isso, minha médica me acompanhou com uma série de exames, e em um deles constava a melhora da endoxatinha. Ainda tenho, porém não haverá necessidade de cirurgia. Em Julho, dia 15, dois meses depois da ida o meu anjinho coloquei o SIU MIRENA para tratar a endo e por enquanto está indo tudo bem.
    Bom, não sei se fui confusa em meu depoimento, mas espero ter deixado um pouco de fé as "endoirmãs"e que há SIM uma chance à nós. Deus está acima de tudo e tecnologia está ai para nos ajudar e ainda se mesmo assim não for possível existe a adoção. Enfim, não faltam oportunidades para nos tornarmos mamães!
    Obrigada Meninas por esse blog tão lindo!!! E obrigada pelas palavras que foram muito, mas muito motivadoras!

    Grande beijo Bru

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna td bem? Como foi bom ler o seu comentário, uma historia que mesmo triste mostrou que nada é impossível e te deu forcas e muita fé pra nao desistir !!!!!!! Isso se cuida , faz o tratamento certo, fã a sua parte que deus estará fazendo a dele! Nao passamos por acaso pelos obstáculos mas use eles como degrau, enxergue a parte boa de tudo isso, pois com certeza , mesmo que pouco te fez refletir e mudou algo em vc!!!!!!! Bjos com carinho

      Excluir
  17. obrigada, lavei a alma lendo isso aqui. Concordo com tudo, inclusive com a parte que fala sobre manter sigilo sobre sua situação reprodutiva. Tenho muito medo, mas ele não é maior que a minha fé. Obrigada por ter esse espaço tão especial BeijoCás

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cas ! Que bom que tem acompanhado o blog e seu comentário nos faz ter a certeza de que tudo isso vale a pena! Realmente o sigilo é o nosso melhor amigo nesta fase! Pois a nossa cobrança já é muito intensa e dolorida ! Mas sempre a fe é quem vai se mostrar presente nos momentos difíceis , nos mantendo fortes pra nao desistir!!!!!!! Muita fé e forca pois estes obstáculos irão ser superados !!!!!! Boa sorte e continue nos acompanhando!!!!!!! Bjos com carinho

      Excluir
  18. Bom dia Meninas, estou vendo o blog pela primeira vez e adorei. Tudo o que li aqui se identifica diretamente comigo, ja estou nesta luta contra a endo desde 2006, foi diagnosticada tardiamente já estava em um grau avançado da doença, com mtas aderências em ovários útero e intestino, fiz uma videolaparoscopia e após tratamento com zoladex, tentei engravidar após a cirurgia sem sucesso, voltei a tomar pirulas sem intervalos pra tentar controlar a doença, apos um ano tentei novamente a engravidar sem sucesso tbem...e as dores voltaram parei um tempo e voltei as pírulas, depois de um ano mais ou menos optei para inseminação in vitro, usei todas as reserva que tinha, na primeira tentativa não obtive resultado, fique mto revoltada com DEUS, parei por um ano, no ano seguinte mais calma tentei novamente a inseminação e tbem sem sucesso, ai me bateu o desespero vou desistir não quero mais ter filhos....passado alguns meses este desespero some e a vontade de tentar de novo reaparece, no final do ano passado fiz tratamento com allurene, desde março deste ano estou sem medicação nenhuma e tentando engravidar e até agora nada, neste mês as dores voltaram bem fortes já estou pensando em desistir, pois está dor me tira o foco, e tbem juntou o fator idade completei 38 anos, já estou achando impossível a realização deste sonho. Tento ser forte mas em certos momentos é mto difícil ,obrigado por me ouvirem, e obrigada pela luta e dedicação a esta causa pessoas como vcê é que faz do nosso mundo um pouco melhor.

    ResponderExcluir
  19. Oie gente, encontrei hoje esse blog lindo. Descobri a pouco tempo que estou com suspeita de endometriose. Por precaução minha medica decidiu começar o tratamento pois minhas dores estão aumentando muito e também tive problemas com relação a minha menstruação, tinha o ciclo certinho todo mês, mas como tinha o himem totalmente imperfurado o sangue ficava retido no meu útero e no canal, fiz cirurgia quando tinha 14, mas isso aumenta as chances da endometriose. Sou nova ainda, tenho 19 anos, mas confesso que tudo isso é assustador. Foi muito bom ler os depoimentos dessas mulheres guerreiras, me deixou mais esperançosa pra encarar essa doença.

    ResponderExcluir
  20. Olá Juliana, nossa foi muito bom ler seu texto, me emocionei bastante. Depois de muitos anos de sofrimento, descobri há 3 meses que tenho a endometriose, e vou precisar de cirurgia, mas infelizmente estou com problemas no meu convènio e terei que esperar mais alguns meses para realizá-la. Sou casada mas ainda não tenho planos de engravidar, porém já estou muito assustada com a infertilidade, enfim estou passando por todos os sentimentos agora, de alivio por ter sido diagnosticada e desespero pela luta que vem pela frente. Mas uma coisa me chamou muita atenção no seu texto, não ficar abrindo muito para as pessoas, pois no fim a gente só se decepciona, as pessoas muitas vezes acham que estamos fazendo "corpo mole" e chegam a fazer piadas, isso me dói muito, por isso vou seguir sua dica e fechar o bico! Parabéns pelo texto, me ajudou muito. Bjos

    ResponderExcluir
  21. Olá. Estou muito triste pois descobri hoje de manhã que tenho endometriose. Após um anos de tentativas para engravidar. Confesso q estou um pouco perdida , mas ler este texto me confortou. Me sinto mal, com uma mistura de sentimentos: revolta, incapacidade, vergonha e medo. Vou dar início aos tratamentos, marcar consulta para avaliação da cirurgia. Enfim...é só o início.

    ResponderExcluir