quinta-feira, 21 de novembro de 2013

"SUPERANDO A ENDO INFERTILIDADE": INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL OU FERTILIZAÇÃO IN VITRO? QUANDO FAZER UMA TÉCNICA OU A OUTRA?






Muitas pessoas que se deparam com a infertilidade, principalmente, as mulheres têm dúvidas sobre os tratamentos dela, em especial, entre a inseminação artificial e a fertilização in vitro?  Qual a diferença entre um e outro? Posso fazer inseminação? Ou é melhor partir para a fertilização in vitro? No texto de hoje, a "Superando a Endo Infertilidade" traz a diferença entre essas duas técnicas de reprodução assistida. Agora, se você tem mais dúvidas sobre infertilidade, não perca a oportunidade de esclarecê-la neste sábado, dia 23 de novembro, na palestra gratuita que o Instituto de Ensino em Pesquisa e Medicina Reprodutiva de São Paulo, referência em Pós-Graduação em Medicina Reprodutiva, promoverá em seu auditório das 10 às 11j. O Instituto fica num local de fácil acesso, das 10 às 11h, na rua Peixoto Gomide,  n° 515 – 1° andar,  no Trianon-MASPem São Paulo, próximo a estação do Trianon-MASP, em São Paulo. Últimos dias para se inscrever! Vagas limitadas! Ligue 11-3289-5209 ou acesse:  http://www.medicinareprodutiva.org/ 

Aproveite e ajude-nos a ter a endometriose reconhecida como uma doença social e de saúde pública? Entre na nossa campanha! Seja do bem "Vote pelo reconhecimento da endometriose como doença social e de saúde públicaVote no A Endometriose e Eu no prêmio TopBlog Brasil 2013. Clique aqui e dê seu voto: http://bit.ly/18wANh9. Passo a passo e mais informações:  http://bit.ly/1511wSV  Vote, compartilhe esta campanha entre seus amigos e ajude-nos a salvar vidas femininas! Conto com a ajuda de todos. Afinal, luto por uma causa e uma andorinha não faz verão sozinha! A união faz a força e juntos somos mais fortes. Beijo carinhoso!! Caroline Salazar

Por doutor Joji Ueno

Inseminação Artificial:

É a técnica mais antiga de fertilização assistida e é indicada quando existe algum problema na entrada do útero (canal cervical) ou se há um pequeno comprometimento na qualidade do sêmen do companheiro. Ela induz à ovulação na mulher e realiza o preparo do sêmen em laboratório, colocando-o dentro da cavidade uterina, aumentando ainda mais as chances de gravidez.

Na prática, isso significa que, durante o período fértil, os espermatozoides são colocados dentro do seu útero por uma injeção. Um procedimento simples e, por isso, mais utilizado quando se verifica a presença do fator masculino leve ou infertilidade sem causa aparente.

Após a inseminação artificial, é importante que você evite, durante duas semanas, ficar estressada, praticar esportes e fazer viagens prolongadas. As horas de repouso diárias, na medida do possível, devem ser aumentadas.

Mas fique atenta: o seu estado emocional pode influenciar no processo da inseminação. Por isso, cabe ao ginecologista orientar a paciente para seja otimista com o tratamento!

Fertilização in vitro (FIV):

Popularmente conhecida como ‘bebê de proveta’, a Fertilização in vitro (FIV) é indicada para casais com problemas como alterações tubárias, endometriose, alterações no sêmen (quantidade/qualidade dos espermatozoides), idade materna avançada e falha de tratamentos mais simples, como coito programado e inseminação intrauterina.

Ao contrário da inseminação artificial, na FIV o ovo é fertilizado pelo esperma fora do útero da mulher, in vitro, em laboratório, e colocado em um ambiente que simula as trompas. Se o processo evoluir positivamente, os pré-embriões são transferidos para o útero da futura mamãe para desenvolver a gestação.

Para realizar o tratamento, o casal tem de passar por uma bateria de exames completa, o que exige um desgaste emocional de ambas as partes. Por isso, muitas vezes uma conversa e ou tratamento com um psicólogo pode ajudar o casal a lidar melhor com esse momento delicado e a controlar o nível emocional. Durante o tratamento será necessário diversas intervenções que poderão ser dolorosas e emocionalmente cansativas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário