segunda-feira, 25 de março de 2013

ESTAMOS NO INSTAGRAM - AENDOEEU SIGA-NOS!!

Faz tempo que estava resistindo, mas hoje não teve jeito, agora, além do Facebook e do Twitter, o A Endometriose e Eu está no Instagram! Venha seguir aendoeeu. Eu já imaginava que mais próximo do evento alguém iria me convencer, não é Monica. Com isso, teremos fotos instantâneas no blog do I Brasil na Conscientização da Endometriose, que se realizará no próximo dia 30, em São Paulo. Ai, ai, está chegando!!! Como ando recebendo muitos, mas muitos emails, se não der para responder todos a tempo, estamos divulgando no blog e nas redes sociais as informações sobre o evento. Siga-nos no Instagram! E mais uma vez nosso convite virtual. Compartilhe, convide a família, os amigos, os conhecidos, os colegas de trabalho e quem mais quiser abraçar nossa causa! Beijos com carinho!!


FLYER DIGITAL DO I BRASIL NA CONSCIENTIZAÇÃO DA ENDOMETRIOSE

Na contagem regressiva para o I Brasil na Conscientização da Endometriose, no próximo dia 30 de março, em São Paulo. Falta seis dias e hoje começamos nossa divulgação em massa nas redes sociais. Este é o flyer digital que iremos soltar na internet convidando amigos, familiares e conhecidos a unir-se a nós neste dia especial. No sábado conheci a querida Paula Fernanda e enfrentamos a loucura daquela 25 de março (mais uma vez!) para comprar os balões, que iremos distribuir junto com o folheto explicativo com alguns dos principais sintomas da endometriose e com as fitas de conscientização (iremos falar bastante delas aqui!), pois elas serão peças fundamentais na corrente real diária que iremos começar a partir deste sábado, para que possamos espalhar uma maior conscientização da endometriose. Dia 30, a partir das 9h, concentração no vão livre do MASP, na avenida Paulista. Venha de amarelo e abrace nossa causa. Afinal, juntos somos mais fortes! Beijos com carinho!!!


sexta-feira, 22 de março de 2013

DETALHES DO I BRASIL NA CONSICENTIZAÇÃO DA ENDOMETRIOSE!!!

Nossa, como o tempo voa!!! Parece que foi ontem que começamos a planejar o nosso I Brasil na Conscientização da Endometriose, e agora, falta apenas 8 dias! Já sinto um frio na barriga, porque o evento está tomando uma proporção que eu não imaginava. A começar das endomulheres que virão!! Além da Adriana Heintz Moro e da Lívia Lorenzini, minha querida Patrícia Gastaldi também estará aqui. Eu nem acredito que as três idealizadoras do grupo Endometriose Brasil viajarão de Vitória, no Espírito Santo, para São Paulo para participar conosco. Talvez, teremos uma surpresa da Bahia também. Endomulheres do interior paulista, como a Ana Paula Nunes, de Pindamonhangaba, e a Viviane Agostini, de Campinas, estarão conosco neste primeiro evento de conscientização da endometriose no país. Além de endomulheres da capital paulista e grande São Paulo. Podem trazer quem quiser, familiares, amigos, conhecidos. Só peço que venham de amarelo, a cor oficial da endometriose. O importante é começarmos a mostrar nossa cara e a comprovar que somos muitas. Não adianta só reclamar, é preciso agir, e agir de uma forma consciente e do bem!

Até as coisas demoram a acontecer no Brasil, não! Nada é de uma hora para outra. Além de ação do bem, é preciso de muita, muita fé para atingir nossos obejtivos. Estamos preparando surpresas e já iremos começar a divulgá-las nos próximos dias. Porque também não adianta haver mobilização somente no mês de conscientização da doença. É preciso conscientizar sempre, todos os dias. Hoje apresento para todas o folder do evento. A arte é da voluntária e minha grande amiga Mônica Martins. A Santa Graça é quem está nos ajudando numa das surpresas para arrecadarmos fundos para a nossa associação, que mostraremos nos próximos dias. Agradeço à parceria do Endometriose Brasil, da Santa Graça e do doutor Hélio Sato, que supervisionou o folder. Agradeço também a ajuda maravilhosa da Marilia Jorge, da Fernanda Matos e da Paula Fernanda. Sem elas, com certeza esse sonho não teria se transformado em realidade! Quero saber o que vocês acharam dos folders? Preparem-se, dia 30, a partir das 9h, concentração no vão livre do MASP, na Aav. Paulista. Esta é sem dúvida, a avenida mais mágica do mundo e meu grande sonho está apenas começando. É a avenida que me dá inspiração, onde também converso com Deus, onde me divirto, onde tudo acontece em Sampa. Eu amo a avenida Paulista. Sou uma goiana de alma paulistana, não tem jeito! Vamos colorir o vão livre do MASP, projetado pela Lina Bo Bardi, de amarelo. Beijos com carinho!!!




Frente....

... e verso do folder!



quarta-feira, 20 de março de 2013

EU E O BLOG NA RÁDIO CBN DE CASCAVEL!!!

Hoje divido com todos, a entrevista que concedi na última sexta-feira, dia  15, à jornalista Giovana Danquieli, da CBN de Casscavel, pelo telefone. Foi uma alegria muito grande quando vi seu email pedindo meus contatos para entrevista. Pelo simples motivo: adoro essa rádio. É a rádio mais gosto de ouvir! "É a rádio que toca notícias!", como diz o slogan. Quando cursei locução (não para ser locutora de rádio, mas para reportagem de TV), esse era o estilo que mais amava fazer. Era o que mais combinava comigo! rsrs Amava fazer esse boletim, o Repórter CBN. Por isso, a emoção ao ouvir hoje, dia 20, a entrevista foi ainda maior. O proctologista e cirurgião do aparelho digestivo Univaldo Etsuo Sagae, da Gastroclínica Cascavel, falou sobre tratamentos, prevenção, hábitos que ajudam a melhorar a qualidade de vida de uma endomulher, alertando principalmente, as adolescentes (a fututa geração de portadoras). O mês de conscientização também foi abordado. Eu gostei bastante. Parabenizo minha colega pela reportagem e agradeço minha querida Soraia David, outra colega de profissão, pelo engajamento e dedicação em nos ajudar a disseminar ainda mais essa enigmática doença. É muito importante esta postura para quem é um formador de opinião, principalmente, pelo fato de a doença ser ainda muito desconhecida da maioria das pessoas. É a união fazendo a força, e cada dia, estamos muito mais forte! Um boletim informativo de 4 minutos que servirá de alertas para muitas mulheres. Para assitir é só clicar no link abaixo e quando abrir a página, clique na seta após o texto sobre a doença.

http://www.cbncascavel.com.br/endometriose-doenca-que-atinge-10-milhoes-de-mulheres-ainda-e-desconhecida-pela-maioria-dos-profissionais-de-saude/

Ah, faltam 10 dias para o nosso grande dia! Já estou na contagem regressiva e iremos mostrar algumas das ações que começaremos no Brasil e quem sabe no mundo todo. Eu penso grande e viajo pra muito longe também... rsrsrs A Gastroclínica já começou uma das ações da campanha do Brasil na Conscientização da Endometriose e já está o maior sucesso no interior do Paraná. Vou falar mais nos próximos posts. A única coisa que sei é que a correria está grande. E, além das meninas do Endometriose Brasil (não vejo a hora de conhecê-las!), muitas do interior paulista, como Campinas, Pindamonhangaba, dentre outras cidades, virão para capital paulista. Além das que moram na capital, grande São Paulo, como Mogi das Cruzes, como a Paula Fernanda e a Fernanda Matos, outra abençoada voluntária do evento, que já confirmaram presença. A meu ver, o importante é começar a mostrar nossa cara e, principalmente, comprovar que somos muitas. Quem não é visto não é lembrado. A única coisa que sei é que estou correndo muito, nossa, não tenho tempo nem de dormir. Sobra só 4h e meia no máximo por noite, mas está bom, o importante é estar e ser feliz! Logo, logo mais informações! Beijos com carinho!!!

domingo, 17 de março de 2013

FUI HOMENAGEADA PELO ENDOMETRIOSIS RESEARCH CENTER, DOS ESTADOS UNIDOS!!

O mês de fevereiro foi um misto de emoções. Nossa e quantas emoções!! No dia 13, na quarta-feira de cinzas, meu filhote lindo e amado, o Eduardo, partiu desta para uma nova vida. Fiquei triste, óbvio, afinal foram 18 anos felizes e ele foi um dos anjos enviados por Deus para salvar minha vida quando mais precisei de alguém do meu lado, lá estava o Eduardo enxugando minhas lágrimas, quando estava em depressão profunda, uma das consequências que a endo me deu. Aliás, esse filhotinho iluminado por Deus também me ajudou a começar o blog. Até me emociono quando me lembro das palhaçadas que ele fazia (mesmo eu estando triste) que me faziam levantar da cama e, de repente, lá estava ele ao lado da cadeira do computador, como se falasse: "Senta aí, aí é o seu lugar!". Ele é tão especial que no dia seguinte de sua partida, meu anjinho mal chegou ao céu e já me deu mais uma graça: fui homenageada como o "Anjo Endo", em inglês, "Endo Angel", do mês de fevereiro do Endometriosis Research Center, nos Estados Unidos. Foi uma grande emoção, afinal, ser homenageada pelo pioneiro e um dos mais respeitados centros mundiais em endometriose, é um sonho. Agradeço a todas, em especial, minha querida HRG, que me deu esta gloriosa homenagem. Divido com vocês a print da página. Além de ter citado meu nome como o "Anjo Endo", o blog foi citado também. Uma felicidade sem fim! Uma glória para uma brasileira receber esta homenagem. Beijos com carinho!!




quarta-feira, 13 de março de 2013

WEBINAR: MESA REDONDA SOBRE ENDOMETRIOSE PARA O MUNDO TODO E GRATUITA!!



Neste sábado, dia 16, a Endo Vive Plena, do México, parceira do A Endometriose e Eu, na campanha do diagnóstico precoce da endometriose (veja os 9 pôsteres os três primeiros + três + os três últimos e o vídeo, ainda em espanhol), promove o Webinar Endometriosis, uma mesa redonda sobre endometriose com médicos especialistas e portadoras para o mundo todo e de graça. Cinco especialistas, de quatro países diferentes (dois do México, um da Venezuela, um de Porto Rico e outro da Argentina) abordarão as últimas novidades em tratamento, em pesquisas e responderão perguntas das portadoras. Familiares, amigos e todos aqueles que querem saber e aprender um pouco mais sobre esta enigmática doença estão convidados. Para participar basta preencher a Ficha de Incrição. É importante colocar todos os dados corretos, em especial, o email para que Eva Marina passe o passo a passo do evento. Abaixo, os horários ao vivo, em tempo real, de acordo com o fuso de cada país. No Brasil será às 6h da manhã. O evento tem duração de 4 horas.




México: 10h horário região central do México
Argentina: 13h (+ 3h)
Venezuela: 11h30 (+1h30)
Porto Rico: 12h (+2h)
Espanha: 17h (+7h)
Ilhas Canárias: 18h (+8h)
Perú: 9 hrs (-1 h)
Guatemala: 10h (mesmo horário)
Belize 10h
(mesmo horário)
Brasil: 6h (horário de Brasilia) (-4h)
Chile: 13h(Continental) (+3h)
Chile: 11h (Insular e Ilha de Páscoa) (+1h)
Colômbia: 11h (+1h)
Costa Rica: 10h
Equador: 11 hrs (+1 hr)
Equador: 10h (em Galápagos)
Cuba: 11h (+1h)
República Dominicana: 12h (+2h)
El Salvador: 10h
Honduras: 10h
Panamá: 11h (+1 h)
Paraguai: 13h (+3h)
Uruguai: 14h (+4h)
Portugal (região central): 15h (+5h)

Mais informações em Vive Plena. Espero todas endoleitoras do blog conectadas no Webinar Endometriosis. E logo, logo, ficarão prontos os cartazes da Campanha para o Diagnóstico Precoce, a primeira parceria internacional do A Endometriose e Eu, uma parceria entre México, Brasil, Porto Rico e Panamá. Ah, e dia 30 de março, preparem-se para o I Brasil na Conscientização da Endometriose. Nosso ponto de encontro será no vão livre do MASP. Vistam-se de amarelo. Em breve mais informaçãoes! Muitas novidades! Endobeijos com carinho!!!

segunda-feira, 11 de março de 2013

"A VIDA DE UM ENDO MARIDO": DICAS DE COMO ECONOMIZAR TEMPO E DINHEIRO NA COZINHA!!!



A estreia de “A Vida de um Endo Marido” foi um sucesso tão grande que  resolvemos fazer a coluna quinzenal. Eu sempre achei o apoio do companheiro fundamental para uma endo mulher. Saber que muitos maridos passarão a compreender e a entender melhor a vida de sua companheira foram os ensejos principais para idealizar a coluna. Aqueles que entendem e compreendem poderão trocar figurinhas com Alexandre, pedir ajuda a ele e o mais importante: conversar com quem passa pela situação semelhante. Ninguém é melhor do que ninguém e estamos todos em busca de uma evolução. Por isso acho que a união, o apoio, o amor e o carinho são premissas fundamentais para começar a ajudar alguém, mas não pode ter o egoísmo ou pensar “eu vou fazer”. Alguém pode ter a ideia, claro, mas é preciso de outros para torná-la realidade. Então, não se realiza nada sozinho. Aos poucos, Alexandre vai discorrendo sobre os diversos temas já sugeridos. O de hoje achei muito relevante e de extrema importância, pois trata de algo que traz muitos transtornos à vida não só da mulher, mas de toda família: a questão financeira. Por que economizar? E em que podemos economizar? Tenho certeza que o artigo de hoje vai ajudar muitos "Endo Casal". Afinal, como já falamos aqui, a endometriose é uma doença cara, muito cara e que leva muitas famílias à falência. Falo isso porque conheço histórias com este triste final. E não é só para quem é humilde ou não tem dinheiro. Falo isso, para servir de alerta, principalmente, para quem tem dinheiro. Não se deixe enganar por promessas milagrosas e muito menos por quem cobra uma fortuna para tratar uma endo mulher. Uma hora o dinheiro acaba, já que ele não brota em árvores e nem na terra. Por isso, faço questão de indicar o ambulatório de endometriose e açgia pélvica da Unifesp, o melhor lugar do Brasil para tratar uma endo mulher e ainda de graça, sem gastar um tostão, pelo SUS.

Nosso endo marido português (é marido de minha amada Susana V., mas acho que ela não irá se importar com o pronome “nosso” que usei!) conta a respeito de uma medida que tomou em casa há 3 anos e que está ajudando-os a terem alimentos mais saudáveis, a economizar tempo na cozinha e a economizar dinheiro também, o que é muito importante no nosso caso. Bom, a questão financeira até hoje é um tormento na minha vida. Mas faz parte de meu aprendizado e sei também que quando se tem fé, ela move montanhas, e em especial nesse momento delicado, é quando estamos à prova. Quem tem fé, a ajuda vem no último segundo, mas vem. Quem nunca teve sua graça recebida, mesmo quando estava quase tudo perdido? E quando envolve a questão financeira. Exemplo: Quando precisa pagar algo, mas não tem o dinheiro, mas na última hora, o tal aparece. E ainda dizemos “nossa caiu do céu”. Esta expressão bastante comum no Brasil é uma dádiva para quem tem fé. A fé é à base de tudo na vida e ela está à prova a todo o momento, todos os dias. É com e por ela que acordamos todos os dias para escrever um novo capítulo na nossa vida. Mesmo que não estejamos bem, é ela que nos permite ter a esperança de um novo e abençoado dia. Espero que artigo possa ajudar muitas famílias. Estamos anotando as sugestões dos endo maridos e saiba que todas são muito bem-vindas! Ah, e estamos trabalhando sem parar para preparar nosso I Brasil na Consicentização da Endometriose. Estou muito feliz em saber que mulheres de outros estados, como as queridas Adriana Heinz e Livia Lorenzini, do Endometriose Brasil, estarão em São Paulo conosco. A caminhada é longa, dolorosa, mas a vitória é certa! Beijos com carinho!! Caroline Salazar

“Hoje escrevo com múltiplos propósitos, sendo um deles o dar apoio à minha mulher. Como sabem, é duro chegar a casa e ver quem amamos com dores, em desespero, lutando. Mais triste ainda é por não saber quando vai parar as dores, quando vai saber novamente o que é uma vida normal. No meio dos maiores desesperos, por vezes falha-nos as forças e a razão significa pouco. Os braços parecem pesar toneladas, teimam em ir para baixo como se não quisessem obedecer. A tal fé é testada, por vezes de formas muito violentas. Nem sempre conseguimos ver a importância que temos na vida dos outros, a falta que lhes faríamos se desaparecêssemos. As pessoas que lutam lado a lado conosco, que riem e choram conosco, por quem enfrentamos o cansaço extremo, por quem permitimos que a nossa carne seja machucada e o sangue escorra. Aquelas pessoas por quem nenhum sacrifício será grande demais. E, no entanto, por vezes queremos desistir, ainda que apenas por momentos. É humano. Cair do cavalo faz parte da aprendizagem. A diferença entre vencedores e vencidos está muitas vezes na rapidez com que voltamos a subir. Somos todos dotados de limites à nascença. Alguns possuem a ilusão de que não os têm, mas tal não é verdade. E para esses o confronto com a realidade pode ser mais duro do que para os restantes.

Porque quem se sente invencível, capaz de tudo, acaba por se convencer de que é mesmo assim, que é uma força indomável. Quando a vida lhes prova o contrário, o contraste chega a ser tão grande que não se quer encarar. O sofrimento é maior por se comparar uma ilusão que durou enquanto foi perfeita, com uma realidade que não se quer aceitar por ser feia. Surgiu um espelho que é mentiroso, que mostra o que não pode ser verdade. Para quem acredita que tem uma missão a desempenhar, tudo o que é significativo na sua vida deve ter um propósito. E o sofrimento pela sua própria natureza é muito significativo. Essas pessoas podem encará-lo de duas formas: como punição ou como preparação. Não vou abordar a vertente da punição, mas a da preparação terá a sua lógica e é mais interessante. Um estudante tem de ler os livros, fazer os exercícios e prestar provas. Viver com a endometriose não é diferente. É preciso aprender sobre a doença, lendo, vendo vídeos, falando com as pessoas que sabem; dar muito apoio e ajuda em casa; e prestar provas passando o testemunho e ajudando quem agora começou a sua interação com a doença. Talvez eu não esteja a ser tão rápido como gostariam a falar mais sobre como lidar com esta questão, mas prometo que não será sempre assim.

A paciência é fundamental para resistir, e a única forma de desenvolvê-la é exercitando-a. Como eu sei muito bem, e vocês saberão também, a endo absorve a maior parte do nosso tempo, tirando a do trabalho. A mulher está doente, não pode fazer muitas das tarefas domésticas e por vezes tem alturas que não consegue fazer nenhuma. Vai sobrar para o companheiro e familiares. E não há outra forma, portanto, uma gestão correta do tempo é fundamental. Hoje vou abordar a questão da comida. Tratando-se de uma necessidade básica vou dar-lhe prioridade. É importante uma alimentação correta, e passar os dias com comida rápida porque se está exausto não é solução. Não é muito saudável, acaba por ficar caro e não sabemos o que iremos comer. Reparem nas notícias na Europa, muita comida processada que contém ingredientes não declarados como a carne de cavalo. O problema não é a ingestão dessa carne, mas o perigo de não ter sido sujeita a controlo sanitário e a possibilidade de alergia alimentar. Bom, aqui em casa, uma das melhores opções que tomamos foi a de comprar uma congeladora vertical (nota da editora: freezer vertical) com 6 gavetas. A minha esposa não queria que fosse tão grande, mas eu bati o pé e escolhi esta. Por vezes as mulheres erram, ainda que não gostem de admitir. E porque senti a necessidade de comprar esta congeladora? Na família temos quem nos ofereça vegetais cultivados nas hortas e por vezes rejeitávamos porque sabíamos que não íamos consumir a tempo. Era melhor que fossem entregue a outras pessoas do que estragarem conosco. Poucos dias depois eu tinha de comprar as mesmas coisas, pagando do meu bolso o que poderia ter sido grátis.

Outro motivo foram as promoções. Por vezes surgiam promoções de carne ou de peixe, que não aproveitava porque não tinha onde congelar. E a possibilidade de poupar 1 ou 2eurow por quilo era perdida. Ao longo do mês eu perdia facilmente de 10 a 15euros em promoções. A decisão estava tomada. Procurei nas lojas a congeladora que eu precisava, e quando encontrei um bom negócio nem pensei mais. O custo ficou em 300 euros (estou a falar em valores apenas para poderem avaliar se procedi bem!). Já a temos em casa vai para 3 anos (36 meses). Considerando uma poupança média de 10 euros por mês, são 360 euros, e a congeladora continua a funcionar bem. Ou seja, até o custo da energia já está pago, e continuará a gerar poupança. Nunca mais tive problemas de faltar comida em casa e ter de sair com pressa para o mercado. Sempre que surge uma promoção, eu aproveito. Nós adoramos salmão. O custo cortado em postas é geralmente 2euros  mais caro do que o peixe inteiro. Então quando o preço é bom, compramos um salmão entre 4 a 6 quilos. Em casa congelamos o equivalente a uma refeição para o casal em cada saquinho. É só descongelar, salgar e cozinhar. É raro faltar peixe ou carne aqui em casa por esse motivo. Com os vegetais, também os congelamos, mas há algum tempo percebemos uma coisa. Os produtos ocupam muito mais espaço antes de cozinhados. Por esse motivo, e também porque é muito cansativo cozinhar todos os dias (para não falar no custo da energia para a máquina da louça), escolhemos uma tarde do final de semana para cozinhar aqui em casa. O ideal é na volta do supermercado quando tudo está fresquinho. Compramos os ingredientes para as refeições que já planejamos, evitando assim o desperdício e a tentação de comprar alguma coisa apenas porque ficamos com vontade. 

Demoramos umas 3 horas a cozinhar algumas comidas diferentes. Quando terminamos, colocamos tudo em caixas de plástico e vai para a congeladora. Depois, quando vamos para o trabalho é só retirar a caixa e aquecer no micro-ondas. Continua a ser comida congelada, mas nós sabemos quais são os ingredientes, quando foi confeccionada e quanto tempo tem no gelo. E, claro, sai mais barato. Demora mais 1 hora para lavar as panelas e o restante louça e está tudo pronto. Temos as noites da semana livres para outras atividades que podem incluir o estudo, namoro, saídas, visitas a familiares e amigos, quando minha esposa está melhor, claro. Conseguimos alguma liberdade e poupança assim. Espero que as dicas sejam úteis. Pensei que dar alguns conselhos práticos sobre cuidar da família, algumas estratégias para economizar tempo e dinheiro ajudariam a diminuir o esforço, permitindo maior disponibilidade de tempo e emocional para aquilo que é mais importante. Como dizia uma personalidade muito acarinhada do povo português de seu nome Raúl Solnado, infelizmente, já falecido, mas que deixou muitas saudades e ainda hoje nos faz rir através dos registros dos seus trabalhos: ‘Façam o favor de ser felizes’. Abraços.”