sexta-feira, 21 de março de 2014

"SAÚDE & BEM-ESTAR": ESTREIA - DICAS DE BELEZA COM A MAQUIADORA E CABELEIREIRA PORTUGUESA ALINA DUARTE!!


imagem cedida por Free Digital Photos

Hoje estreamos mais uma colunista aqui no blog: a portuguesa Alina Duarte. Alina vai ter a missão de deixar as endomulheres com a autoestima lá em cima. Infelizmente, a endometriose é uma doença que não só tortura a mulher, mas que tira o prazer que a maioria de nós temos em viver a vida. Em algumas mulheres, a doença somada às aderências engorda tanto que nos tornamos irreconhecíveis até para nós mesmos. E este foi o meu caso. Eu não sabia como estava por dentro, mas chegou a um ponto que mesmo malhando todos os dias, eu só engordava, engordava e cheguei a pesar quase 100 quilos. Pra quem até se aventurou nas passarelas na adolescência, para quem ajá foi atleta, como eu, se eu não tivesse uma cabeça ainda “boa” teria pirado. Mesmo malhando de segunda à sexta, eu só inchava, inchava, mas na época eu pensei que estava er gorda mesmo, e comecei um tratamento com minha endocrinologista. Em vão!

Minh gordura, ou melhor, meu inchaço só diminuiu após minha primeira videolaparoscopia. Foi neste dia que descobri que aquilo que eu achava que era “gordura” nada mais era que as aderências que estavam matando meu corpo. Menos de dois anos depois, em 2012, após minha segunda vídeo, as aderências do intestino foram todas retiradas, e aí sim: voltei a ter meu corpo de antes. Emagreci mais de 30 quilos, voltei a usar minha calça jeans 42. Nesta época, a calça legging era meu único refúgio. Enquanto algumas engordam, outras portadoras emagrecem assustadoramente. Realmente, esta doença é um enigma ainda para a medicina, mas aqui no A Endometriose e Eu, com a coluna de beleza da Alina, vc vai se sentir linda e com alegria de viver. Vale lembrar que o tratamento hormonal pode transformar muito corpo em sanfona, deixar a pele mais flácida... Conte-nos (a mim e a Alina), como está seu corpo, qual dica você precisa para se sentir bem e ficar ainda mais bonita? Como está sua pele, seu cabelo, suas unhas? O que você precisa para se sentir plena e feliz? Esta coluna terá esta missão e fará parte da “Bem-estar e Saúde”, porque se sentir bem consigo mesma é ter ainda mais força e fé para ter bem-estar e saúde, mesmo enfrentando uma doença terrível como a endometriose . Um beijo carinhoso!! Caroline Salazar

Por Alina Duarte

                Sempre disse a mim mesma que não há coincidências. De facto, não as há. E foi num evento da minha vida profissional que me deparei pela primeira vez com a palavra endometriose. Numa conversa de circunstância, conheci o autorde “A vida de um EndoMarido”, Alexandre Ferreira, e a sua corajosíssima esposa. E assim começa a minha jornada no “A endometriose e Eu”.

                O meu nome é Alina Duarte e trabalho com a beleza feminina há vários anos. Sou cabeleireira e maquiadora. Conheço a fundo os problemas de autoestima da mulher, as suas incertezas, as suas inseguranças, e como isso afeta outras áreas das suas vidas. Por vezes, as consultoras de imagem se confundem com psicólogos, mas, os seus ensinamentos, não vêm de livros de Freud ou Erickson, mas de vários anos trabalhando com aquilo que é mais íntimo na mulher: a sua auto-estima. E foi a minha experiencia pessoal e profissional que me trouxe até aqui.
                Quero que conversem comigo, quero ouví-las. “Estou mais gorda”, “estou mais magra”, “o meu cabelo está caindo”, “a minha pele está opaca e sem brilho”, “olho no espelho e não gosto do que vejo”, “não tenho vontade de sair de casa”. Quero esclarecer as suas dúvidas em relação , quero aconselha-las. Quero conhecer as incertezas das endomulheres e, com isso, ajudá-las a olharem-se no espelho de maneira diferente, com amor-próprio, com auto-estima elevada.  
                No meio do turbilhão que é a endometriose, quero que se encontrem a vocês mesmas, tal como eu um dia me encontrei, e, acima de tudo, que se amem por aquilo que são. Aguardo os comentários para assim comeaçar o trabalho de deixar as endomulheres do Brasil e do mundo únicas e incríveis, como cada mulher deve ser. Beijo carinhoso!

6 comentários:

  1. olá Alina...MEU CABELO ESTÁ CAINDO MUITO...estou tomando allurene a dois meses, após uma videolaparoscopi para diagnóstico, onde descobri a endometriose já com algumas aderências e muitos focos...era assintomática. Toda vez que lavo ou passo as mãos nos cabelos tenho vontade de chorar...já cortei, comecei hidratação.....mas ainda caindo muito. Abraço. Luciana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana, a queda de cabelo é muito comum entre as endomulheres causada pela forte medicação. Existem alguns produtos que ajudam bastante essa situação. Frequentemente recomendo Ecophan em pó porque geralmente traz bons resultados. No entanto, não tome nada sem falar primeiro com o seu médico para saber se não haverá interacção dos medicamentos. Se o cabelo continuar a cair, outra opção são as injecções de cortisona directamente no couro cabeludo mas esse processo já é mais invasivo. Hidratação não resolve esse problema mas é sempre bom para o cabelo. Adopte um corte de cabelo que disfarce as zonas mais afectadas, peça conselhos à sua cabeleireira. Espero ter ajudado. Lembre-se que você é linda e não é uma simples perda de cabelo de vai diminuir o seu brilho. Beijo Grande
      Alina Duarte

      Excluir
  2. Peço desculpa pela minha opinião, mas uma cabeleireira nao deveria falar em farmacos... Isto é grave! Ainda por cima em cortisona para doentes com Endometriose! Que perigoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se mencionei cortisona, acredite que sei do que falo. Obviamente esta não é ministrada por profissionais de beleza mas sim por profissionais de saúde. Não querendo fazer publicidade, mas devido ao seu comentário vejo-me forçada a tal. Em Lisboa, existe um hospital particular muito conceituado, CUF, que disponibiliza a Consulta do Cabelo. Esta, ao contrário das consultas de dermatologia que prescrevem vitaminas que em nada resolvem a queda do cabelo, administra fármacos eficazes e um dos tratamentos com maior taxa de sucesso são as injecções de cortisona directamente no couro cabeludo. Obviamente os meus medíocres três anos de curso de cabeleireiro não me permitem a prescrição de fármacos, nem o queria. A mesma é feita por médicos certificados e químicos certificados pelo Infarmed. Espero ter esclarecido as suas questões Sr/Sra. Anónimo.

      Excluir
    2. Caro(a) Anónimo(a): Aproveito para adicionar que a minha esposa sendo portadora de endometriose, já perdeu a conta às vezes que teve cortisona administrada para controlar vários problemas em consultas da especialidade. Visto ser um perigo assim tão eminente como afirma, preciso contatar o meu advogado pois tenho inúmeros médicos que preciso processar. A minha esposa não está livre da doença, mas se tiver razão poderei ficar rico e não me preocupar mais com as contas da farmácia.

      Excluir
  3. CÁLCIO DE OSTRAS 500MG + VITAMINA D 400UI

    R$ 18,05

    Ajuda a prevenir osteoporose, auxilia na coagulação sanguínea, na contração muscular e no funcionamento do coração, importante na formação e manutenção dos ossos e dentes.

    Para maiores informações sobre este produto, acesse:
    http://www.anaterrashop.com/fitoterapicos/calcio-de-ostras-500mg-vitamina-d-400ui.html

    ResponderExcluir