quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

"SAÚDE E BEM-ESTAR": POMPOARISMO - A TÉCNICA QUE AUMENTA A LIBIDO E AJUDA A RESTABELECER O ASSOALHO PÉLVICO!

Imagem: Aliexpress

A endometriose é uma doença que mexe com todo o corpo da mulher. Uma das áreas afetadas é a sexual, pois além das dores na relação sexual, a dispareunia, a portadora pode ter sua libido reduzida devido a algumas causas. Eu mesma, quando entrei na menopausa com o Zoladex, fiquei sem testosterona no corpo, conhecido como o hormônio do prazer. Essa foi a causa da minha perda de libido. Tive de fazer a reposição desse hormônio e meu desejo sexual voltou normalmente. Minha libido também ficou reduzida por conta da dispareunia de profundidade, que tensiona toda a musculatura do assoalho pélvico. Porém há técnicas que ajudam a mulher a controlar seus músculos do assoalho pélvico. Dentre elas está o pompoarismo. Todo exercício que estimula e ajuda na liberação das tensões do assoalho pélvico é importante para a reabilitação dos músculos que compõem a vagina. A fisioterapeuta Ana Paula Bispo explica sobre esta técnica indiana conhecida como a técnica do prazer que vem auxiliando milhares de mulheres, seja a voltar ou a começar a sentir prazer na relação sexual. Beijo carinhoso! Caroline Salazar 

Por doutora Ana Paula Bispo
Edição: Caroline Salazar

O pompoarismo vem do verbo pompoar e significa contrair. É uma técnica indiana milenar de origem tântrica e tem como objetivo fazer com que a mulher aumente a consciência e o controle sobre os músculos do assoalho pélvico (MAP). A técnica consiste no fortalecimento da musculatura da região por meio de movimentos de contração e relaxamento.

Ao contrair os MAP durante a relação sexual, a mulher aumenta o atrito entre a vagina e o pênis, elevando o prazer para ela e para o parceiro. Além disso, o orgasmo que acontece pela contração involuntária dos MAP, ao ter maior controle sobre eles, a mulher é capaz de potencializar seu próprio clímax.

A prática da contração dos MAP traz inúmeros benefícios para a autoestima e a vida sexual da mulher. O pompoarismo aumenta a excitação sexual, devido aos movimentos que estimulam o clitóris e áreas próximas, promovendo maior autoconhecimento do corpo e das sensações eróticas.

Muitas mulheres jovens relatam ter episódios de incontinência urinária. Por isso é indicado que elas comecem desde cedo a praticar os exercícios de contração, como medida preventiva.

Imagem: Mercado Livre 
O giencologista alemão Arnold Kegel nas décadas de 1940 e 1950 utilizou os exercícios de contração dos MAP, com pacientes que sofriam de incontinência urinária. Ele também percebeu que muitas dessas mulheres referiam ter melhorado a qualidade dos orgasmos e, algumas delas, que nunca tinham tido um orgasmo, aprenderam a ter.

Um acessório muito utilizado no pompoarismo são as bolinhas de bem wa ou bolinhas tailandesas. Elas são usadas para o treino de coordenação motora. Mesmo não focando o ganho de força, elas acabam incrementando em alguns graus, porém, se a mulher busca especificamente melhorar o grau de força, é recomendado que utilize o cone vaginal.


É importante deixar claro que se a mulher tem ou teve algum episódio de incontinência urinária, ela não deve realizar os exercícios do pompoarismo sem antes consultar um fisioterapeuta pélvico.


Sobre a fisioterapeuta Ana Paula Bispo:

Ana Paula Bispo é fisioterapeuta, atualmente faz doutorado em Urologia na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), é mestre em Ginecologia pela Unifesp, mesma instituição que fez especialização em Reabilitação do Assoalho Pélvico, e docente do curso  de Pós Graduação de Fisioterapia em Uroginecologia da Universidade Estácio de Sá. Siga a fanpage da doutora Ana Paula Bispo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário